Xodó da torcida corintiana e decisivo no clássicos, o meia Danilo, de 38 anos, correu risco de perder a perna direita após grave fratura sofrida em agosto de 2016. A informação foi revelada por Joaquim Grava, chefe da equipe médica do Corinthians, durante participação no Esporte em Discussão desta terça-feira (07).

 

Segundo o médico, além de fratura de tíbia e fíbula, o atleta teve uma lesão na artéria da perna e também compressão do nervo responsável pela parte motora, movimentação do pé e sensibilidade do membro.

 

"Ele chegou a ficar internado pelo menos 30 dias com uma equipe de dor intensa, e existiu o receio de que a fratura não se consolidasse. Ele teve risco até de perder o membro", explicou Joaquim Grava.

Apesar da gravidade e da idade avançada de Danilo, o médico corintiano acredita que o jogador tem chances de continuar a carreira por algum tempo. "Ele já está em recuperação, e pela evolução, acredito que dê continuidade", confirmou.
 

Danilo quebrou a perna durante um treino, em uma dividida forte com o zagueiro Yago. Após a cirurgia, o meia, que teria seu vínculo com o Corinthians encerrado em 2016, renovou seu contrato até o final de 2017.

Confira a entrevista de Joaquim Grava: