24/07/2017 - Atualizado em 24/07/2017 as 08h16

ASSISTÊNCIA SOCIAL– Casamento Comunitário oficializa união de 158 casais da cidade e zona rural de Caxias

maioria já convive sob o mesmo teto, a ocasião serviu apenas para oficializar a união perante a justiça e a sociedade.

A Prefeitura de Caxias em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão realizou no último sábado (22), a cerimônia que uniu em laço matrimonial 158 casais em um dos principais cartões postais da cidade de Caxias, o Balneário Veneza.

Todos chegaram cedo e estavam na expectativa do grande momento. A maioria já convive sob o mesmo teto, a ocasião serviu apenas para oficializar a união perante a justiça e a sociedade. Casais da cidade e da zona rural de Caxias participaram da cerimônia.

“Nós apostamos no casamento porque é bom para a família, principalmente nós que temos filhos, um casal. Além de uma segurança para os dois, é um momento de comunhão, conviver com a família. A família é a base de tudo e o casamento confirma isso”, destacou Raimundo Francisco, casado com Elisnalane da Silva.

“Além de ser uma tradição, temos a intenção de unir a família. Como que você vai passar um conceito familiar, casamento e união sem você dá o exemplo? Claro que o casamento não é só assinar o papel e dizer que está casado, é você passar educação, moral, princípios”, disse Leila Moraes, casada com Raimundo Nonato. A oficialização do casamento aconteceu 20 anos depois de se conhecerem.

“O casamento é um momento de união. Eu só peço que o senhor abençoe nossa vida e que Deus cada dia mais possa estar engrandecendo a nossa vida”, afirmou Cristina Barbosa, casada com Reginaldo de Moraes. O casal mora junto há 12 anos e têm dois filhos.

“É a realização de um sonho, depois de 13 anos juntos, depois de muita batalha, nada melhor do que oficializar esse momento especial de nossa vida. Já passamos por tanta coisa, na melhor do que oficializar”, afirmou Etevaldo Pereira, casado com Luciane de Sousa. Luciane também confirmou a importância do casamento: “Nós já temos um filho, e era um sonho do nosso filho que a gente casasse, não apenas ele, mas nosso também, e hoje realizamos”, lembra Luciane.

O casamento é uma das tradições mais antigas e difundidas da humanidade, até o século XI os casamentos eram arranjados. Somente a partir do século XII a manifestação voluntária, em relação à vontade de se unir em matrimônio, passou a existir, por meio do decreto de Graciano, um monge jurista que consolidou parte do direito canônico da Igreja Católica. O primeiro casamento civil no Brasil aconteceu somente em 1890, em Uberlândia, Minas Gerais, mesmo ano que foi assinado o decreto que instituiu o casamento civil. 127 anos depois, o casamento continua sendo a opção de milhares de famílias.

“É um mandamento constitucional, a Constituição Federal recomenda ao poder público transformar as uniões informais em uniões formais. É certo que os casamentos informais são reconhecidos por lei, mas na hora que um companheiro falece, a prova para requerimento de beneficio previdenciário, para efeito sucessório é uma complicação danada, a certidão de casamento é um documento importante. O Tribunal de Justiça do Maranhão, a comarca de Caxias e a Prefeitura de Caxias estabeleceram essa parceria. Nós realizamos 158 casamentos. Essa iniciativa empodera a família, torna a família mais forte, porque na verdade o conceito de família é afeto”, afirma Antônio Manoel Araújo Veloso, juiz da 4ª vara, a vara da família.

A cerimônia em que todos disseram SIM foi conduzida pelo juiz Antônio Manoel Araújo Veloso, da vara da família e mais dois juízes. Os primeiros a serem declarados casados e a trocarem as alianças foram: João Batista e Graça Maria; o casal idoso: Raimundo Lira e Gildete Gonzaga; e o casal jovem: Antônio Francisco e Milena Cárem. O Casamento Comunitário resultou da união de esforços de várias secretarias, que foi do planejamento à execução: Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social; Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres; Secretaria de Cultura, Patrimônio Histórico, Esporte, Turismo e Juventude; coordenação da Veneza; Guarda-Municipal; SAMU; Secretaria de Infraestrutura e o juiz da Vara da Família. A Prefeitura de Caxias disponibilizou toda a estrutura e cerimonial enquanto o Tribunal de Justiça cuidou dos aspectos jurídicos que permeiam o enlace matrimonial.

“É um prazer enorme está realizando esse momento em parceria com o poder judiciário. Ver a satisfação no rosto desses casais reforma a importância do que defendemos em nosso governo, o governo que a gente quer. Nós estamos aqui para isso, dar alegria para eles. A gente percebe que eles já estavam em união estável, mas não tinham condição de realizarem o casamento. É um prazer ver a felicidade no rosto deles”, disse Letícia Mabel, secretária de Assistência e Desenvolvimento Social.

“Nós dividimos esse momento com o poder judiciário, o poder público municipal. É uma satisfação ver a alegria desses casais, é um momento ímpar. Eu tenho certeza que esse momento vai ficar marcado, é o momento em que eles dizem sim. O município tem que estar constantemente contribuindo para que momentos como estes possam ter continuidade e que o matrimônio possa ser a base familiar. A família é a base de tudo, os pais têm que educar seus filhos para que eles tenham como valor máximo a família e o amor, para que a gente tenha além de Deus, os pais”, destacou Fábio Gentil, prefeito de Caxias.

Confira mais fotos:



Deixe seu comentário: